Oftalmologia: contemple todos os momentos da sua vida

 

Oftalmologia é o estudo das condições médicas relacionadas aos olhos. Os médicos oftalmologistas são especializados no tratamento médico e cirúrgico deste órgão. Um clínico geral, por exemplo, pode encaminhar alguém para um oftalmologista, caso essa pessoa esteja apresentando sintomas de catarata, infecções oculares, problemas no nervo óptico ou outras doenças dos olhos.

 

Quais condições os oftalmologistas tratam?

Embora exitam inúmeros oftalmologistas e todos eles sejam responsáveis pelo diagnóstico, prevenção e tratamento de quase todos os problemas visuais, alguns possuem determinadas subespecialidades que lhes permite trabalhar com doenças oculares mais complexas e que envolvem partes específicas do olho ou afetam certos grupos de pessoas.

Dessa forma, existem treinamentos extensivos que estes especialistas realizam com o objetivo de fazer cirurgias extremamente minuciosas em partes delicadas dos olhos, tratando e monitorando condições, como:

  • glaucoma;
  • degeneração macular;
  • retinopatia diabética;
  • condições da córnea;
  • catarata;
  • doenças oculares na infância;
  • casos em que existe uma causa ou componente neurológico, como problemas no nervo óptico, movimentos anormais dos olhos, visão dupla e alguns tipos de perda de visão;
  • procedimentos cirúrgicos complexos, como cirurgia reconstrutiva ou reparo avançado da visão.

Além de cuidar dos olhos e da visão, o médico oftalmologista também pode perceber sintomas de doenças que não estão diretamente relacionadas aos olhos. Nesses casos, eles costumam encaminhar esses pacientes para o tratamento adequado.

 

Quais os procedimentos mais comuns na oftalmologia?

Os procedimentos mais comuns em um consultório oftalmológico são o monitoramento de condições visuais leves, além da prescrição e ajuste de óculos e lentes de contato para corrigir problemas, como miopia, hipermetropia e astigmatismo.

Claro, os médicos que têm uma especialidade mais focada em doenças oculares mais complexas tendem a realizar menos procedimentos do dia a dia, concentrando-se em tratamentos específicos, como:

  • diagnóstico e monitoramento de condições oculares moderadas e graves;
  • cirurgia de catarata
  • cirurgia de glaucoma
  • cirurgia refrativa para corrigir a visão ou eliminar a necessidade de óculos;
  • tratamento de câncer;
  • cirurgia reconstrutiva para reparar traumas ou anormalidades adquiridas durante o parto, como o estrabismo;
  • infecções crônicas ou graves do ducto lacrimal;
  • remoção de neoplasia, como tumor, cisto ou objeto estranho;
  • monitoramento de casos relacionados a outras condições, como retinopatia diabética ou doenças autoimune;
  • reparação de descolamento da retina;
  • transplantes de córnea.

Quando ir ao oftalmologista?

Você deve se consultar com um oftalmologista sempre que houver qualquer alteração na sua capacidade de enxergar ou qualquer incômodo nos olhos. No entanto, ainda que não tenha nenhum sintoma, é importante fazer um acompanhamento regular, para detecção e tratamento precoce de problemas que podem surgir ao longo da vida.

Por exemplo, o primeiro teste realizado na vida de uma pessoa é feito pelo pediatra, do qual detecta possíveis doenças de visão no bebê, como catarata congênita, tumor, glaucoma ou estrabismo. Caso o teste do olhinho mostre alguma alteração, é indispensável iniciar o acompanhamento.

Mas mesmo que tudo esteja bem com os olhos do bebê, é essencial fazer uma visita ao oftalmologista aos quatro anos, pois nessa idade é possível examinar melhor os potenciais problemas e condições visuais da criança.

A partir de então, visitas regulares a cada um ano são necessárias para acompanhar a evolução da visão, já que na fase da adolescência a pessoa tem um crescimento mais rápido, na etapa da vida adulta as doenças que compromentem a retina ficam mais evidentes.

Já os problemas de visão na terceira idade podem ser piores, como as alterações degenerativas dos olhos por meio da catarata e degeneração macular, que devem ser tratadas corretamente para evitar a cegueira.

De qualquer forma, nós da Singular Medicamentos Especiais recomendamos que você consulte um oftalmologista sempre que houver um risco maior de doenças oculares ou problemas de saúde que podem causar alterações na visão. Uma dica é solicitar um exame oftalmológico completo antes dos 40 anos para estabelecer um perfil básico da sua saúde dos olhos!

Mais procurados

Produtos que você já viu

Você ainda não visualizou nenhum produto

Termos Buscados

Você ainda não realizou nenhuma busca
Newsletter
CADASTRE-SE E RECEBA OFERTAS EXCLUSIVAS: