Filtrar por
  • Categoria
  • Marcas
  • Acetato Leuprorrelina
  • Acetato de Atosibano
  • Acetato de Gosserrelina
  • Acetato de Leuprorrelina
  • Adalimumabe
  • Alfacorifolitropina
  • Betafolitropina
  • Deltafolitropina
  • Didrogesterona
  • Embonato de Triptorrelina
  • Etonogestrel
  • Ganirelix
  • Gonadotropina Coriônica (HCG)
  • Imunoglobulina ANTIRH(d)
  • Levonorgestrel
  • Menotropina
  • Progesterona
  • Urofolitropina
Preço por

Fertilidade

Hábitos saudáveis são a melhor maneira de evitar doenças, prolongar sua vida e viver mais feliz. Mas com o caos da vida diária de uma mulher, uma rotina saudável pode ser deixada de lado devido ao trabalho, agendas lotadas e muito mais. Por isso, algumas atitudes simples são essenciais para uma vida mais longa e saudável! Saiba mais

Ordenar por:

O que é fertilização?

A fertilidade é o processo natural do organismo quando há a fecundação do espermatozoide ao óvulo maduro, dando origem a uma nova vida.

Naturalmente, o organismo da mulher e do homem produzem seu gameta feminino e masculino, respectivamente.

Estas células garantem a reprodução durante a fecundação dos gametas, o que levará a formação do zigoto e, posteriormente, na formação do feto e desenvolvimento do mesmo, até o nascimento após os 9 meses de gestação.

Acontece que, uma parcela da população desenvolve ou nasce com problemas relacionados à fertilização. Dentro os fatores de infertilidade estão ligados ao comportamento social, como o tabagismo, sedentarismo, obesidade e consumo de álcool.

Segundo dados da Sociedade Americana de Medicina Reprodutiva (SAMR), 10% das pessoas em período fértil apresentam dificuldades para engravidar.

Dos casos diagnosticados de infertilidade, 35% são causas masculinas, 35% relacionadas à endometriose e alterações nas tubas, 15% causas ovarianas, 10% sem causas aparentes e 5% de outras causas.



Como funciona fertilidade?

A fertilização é o processo de liberação do óvulo por um dos ovários, que origina o período fértil da mulher, dentro do ciclo menstrual. .

Todo mês, o óvulo atinge um determinado tamanho e sai do ovário até o útero, pronto para a fecundação ao espermatozoide.

Para que haja a gravidez, é necessário que a fecundação dos gametas feminino e masculino aconteçam 2 dias antes e até 24 horas após a ovulação. Acontece que o óvulo não dura mais do que 24 horas após a ovulação, já o espermatozoide pode viver por 2 ou 3 dias.

Normalmente, os casais férteis têm 20% de chance de engravidar durante o ciclo de fertilização, pelo menos uma vez a cada mês. O ciclo de fertilização inicia ao primeiro dia da menstruação feminina.



Quantos dias após a menstruação é o período fértil?

Todo ciclo natural da fertilidade feminina tem em média 28 dias, já que o processo se inicia no com a menstruação. O período menstrual acontece de 3 a 8 dias, mas para saber qual o período fértil da mulher, é feito um cálculo simples:

Deve-se contar 14 dias a partir do primeiro dia da menstruação;

Acrescente-se 3 dias antes e 3 dias depois dessa data.

Para elucidar melhor, caso o primeiro dia da menstruação seja dia 1º de março, e no dia 14 de março ela estará ovulando. Acrescentando 3 dias antecedentes e 3 dias posteriores a essa data, teremos o melhor dia para engravidar, que ocorrerá nos dias 11 a 17 de março.

Nos dias atuais, com o comportamento da sociedade moderna, os fatores externos podem influenciar na fertilidade tanto da mulher quanto ao do homem.

Situações como estresse, má alimentação, falta de atividade física, sono desregulado, e outros fatores podem influenciar no seu desempenho físico, e consequentemente, na sua fertilidade.

 

Como controlar a fertilidade?

Hoje, muitas mulheres acabam por utilizar métodos anticoncepcionais para evitar a gravidez. Além da utilização de preservativos, que é um excelente meio para evitar a contaminação de DSTs, há outros métodos para controlar a fertilidade.

O uso de DIU, pílulas, injeções, são outros vias muito utilizadas para que não haja a ovulação feminina, e não ocorra a fertilização aos casais.

O método do DIU, dentre os citados, acaba tendo um melhor resultado, já que o sistema é inserido no canal reprodutor da mulher. O sistema do DIU libera o hormônio levonorgestrel, em uma taxa constante, mas em quantidades muito pequenas para não afetar o organismo reprodutor feminino.

O DIU também afeta o movimento do espermatozoide dentro do útero, evitando assim, a fecundação com o óvulo, prevenindo desta forma, a gravidez.



Quais os medicamentos usados na fertilização in vitro?

A infertilidade feminina pode afetar algumas mulheres que desejam engravidar. Há tratamentos que atuam para estimular o processo de gravidez ou manipulação da fertilização.

O tratamento de fertilização in vitro contribui na tentativa de a mulher engravidar. A utilização da técnica se dá através da coleta do óvulo dos ovários de uma mulher e fertilizá-los com o sêmen.

Este processo atua desde a fertilização até o desenvolvimento dos embriões. O procedimento in vitro é uma alternativa para casais com dificuldade em engravidar, pessoas com idade avançada, casais homoafetivos, ou pacientes com uma condição genética que pode ser transmitida ao bebê.

Para realizar este método de fertilização, é necessário de um especialista em fertilidade para analisar o caso e acompanhar o processo de tratamento para infertilidade feminina.

Na Singular Medicamentos você encontra medicamentos para fertilização in vitro, na aba de fertilidade.



Qual importância de medicamentos para fertilização?

Os medicamentos para fertilização tendem a trazer um melhor resultado, para estimular o dia fértil para engravidar, e no processo in vitro.

Alguns destes medicamentos são utilizados para induzir o dia da ovulação dentro dos tratamentos para infertilidade. O melhor tratamento para cada paciente vai depender da análise do ginecologista especialista em fertilidade.

O tratamento pode ser feito em clínica de fertilização, que irá analisar o comportamento da paciente, qualidade de vida, entendimento do funcionamento do organismo reprodutor feminino.

A paciente precisa seguir uma série de recomendações médicas, desde dieta para tentantes até horários do uso de medicamentos, e melhor período para engravidar.